Portal de Notícias e entretenimentos do Litoral de São Paulo

Projeto social muda vida de velejador vicentino

0

Aos 11 anos, o garoto contemplava o mar e não sabia que aquela imensidão lhe reservava um futuro brilhante. Max Gondo há 20 anos ingressava em um projeto social pioneiro no Brasil. Realizado em São Vicente, a iniciativa oferecia aulas gratuitas de vela a meninos e meninas de escolas públicas da Cidade. A oportunidade lhe proporcionou mais que uma carreira esportiva de sucesso e uma profissão, o atleta passou a enxergar a vida sob uma nova perspectiva.

“Morava em frente à praia. Via os barcos e ficava admirando. Na época estudava na República de Portugal (escola municipal). Foi quando lançaram o projeto Vento em Popa. Não existia aula deste tipo na Cidade, nem mesmo paga. Eles foram até a escola anunciar o projeto. O critério era ter boas notas. Fui selecionado e me apaixonei pelo esporte”, explica Max. As aulas eram ministradas na Praia do Gonzaguinha.

 Aos 14 anos, Max teve a certeza que queria seguir carreira como atleta profissional e participou de sua primeira competição. “Comecei com o barco monotipo. Foi na Copa Martim Afonso de Sousa, aqui mesmo em São Vicente. Participei sete vezes deste campeonato, que hoje não existe mais”. Desde então, o vicentino acumula mais de 500 torneios realizados por toda a América do Sul. “Foram muitas as vitórias, mas a superstição diz que não se deve contar títulos”, afirmou com humor.

O barco monotipo ficou para trás. Max Gondo integra atualmente uma das principais equipes da vela oceânica do mundo. Vive entre o mar e a terra. Entre a saudade da esposa e a paixão pelo oceano. “Tudo o que tenho hoje veio do projeto. Tenho muita gratidão ao Belo, João, Mosquito e a todos que acreditaram em mim. Foi com o esporte que tive a oportunidade de fazer uma faculdade. O esporte me deu uma vida social e financeira melhor. O esporte mudou a minha vida”, destacou.

A experiência também fez com que o atleta se tornasse um profissional do ramo. Quando não está no mar, está em alguma marina e estaleiro atuando na manutenção de embarcações. “Tenho uma profissão também. Sou marinheiro”.

Projetos – O Vento em Popa não existe mais. Mas o Município conta com dois espaços que oferecem gratuitamente aulas de modalidades náuticas. O objetivo é fazer com que outros jovens tenham oportunidades e trilhem um caminho de sucesso não apenas no esporte, mas na vida.

“O esporte também cultiva companheirismo e integridade. Vi meninos que tinham problemas sérios se transformarem por meio do esporte. A Prefeitura tem hoje uma parceria com o Governo do Estado, por meio do Navega São Paulo. Temos aulas no Gonzaguinha e no Centro Náutico, na Vila Margarida”, explicou Mosquito, secretário-adjunto de Esportes de São Vicente e um dos idealizadores do projeto que atendeu Max Gondo.

A Prefeitura oferece gratuitamente aulas de canoagem, stand-up, vela, remo e canoa havaiana na Escola de Vela (Rua Antonio Rodrigues, 186 – Gonzaguinha) e no Centro Náutico (Avenida Nações Unidas, 1.701 – Vila Margarida). O interessado deverá levar duas fotos 3×4, comprovante de residência, declaração escolar (para estudantes), atestado médico, RG e CPF (do responsável, em caso de menor de idade).

 

Fonte: DL – Diário do Litoral

Fonte: …

Comentários
Carregando...