Portal de Notícias e entretenimentos do Litoral de São Paulo

Bovespa opera instável nesta sexta-feira

0

Ibovespa caiu 1,13%, a 86.949 pontos.


O principal índice da bolsa de valores brasileira, a B3, opera com instabilidade nesta sexta-feira (29), com os investidores avaliando os resultados do PIB (Produto Interno Bruto) do Brasil no 1º trimestre, que mostraram queda de 1,5%, e os impactos da pandemia na atividade econômica.

Às 10h11, o Ibovespa caía 0,09%, a 87.028 pontos. Veja mais cotações.

Na quinta-feira (28), a Bolsa fechou em queda de 1,13%, a 86.949 pontos. No acumulado do ano, o Ibovespa ainda acumula queda de 24,81%. Na parcial do mês, porém, tem alta de 8%.

Brasília viveu tensão após inconformismo de Bolsonaro com inquérito das fake news

Brasília viveu tensão após inconformismo de Bolsonaro com inquérito das fake news

No exterior, a cautela prevalecia, com os investidores a voltarem o seu foco para a resposta de Washington à aprovação pelo parlamento chinês de uma lei de segurança nacional para Hong Kong, mas os principais índices de ações ainda estavam a caminho de registar ganhos mensais.

Na cena doméstica, os investidores seguem de olho nas tensões políticas e nos impactos da pandemia de coronavírus na atividade econômica.

Os economistas do mercado financeiro baixaram nesta semana pela 15ª vez seguida a previsão para o Produto Interno Bruto (PIB) neste ano. A expectativa para o tombo da economia no ano passou de 5,12% para 5,89%, segundo o última pesquisa Focus do Banco Central. Já a projeção para a taxa de câmbio no fim de 2020 avançou de R$ 5,28 para R$ 5,40.

1 de 1 Variação do Ibovespa em 2020 — Foto: Economia/G1

Variação do Ibovespa em 2020 — Foto: Economia/G1

Newsletter G1 Created with Sketch.

As notícias que você não pode perder diretamente no seu e-mail.

Para se inscrever, entre ou crie uma Conta Globo gratuita.

Veja também

Mais do G1

Pior resultado desde 2015 interrompe sequência de 3 anos de lenta recuperação, e país regride ao patamar de 2012.

Bolsonaro e família atacam a Corte e aumentam o desrespeito à Carta e o desprezo à democracia.

Aprovação do Ministério da Saúde, agora sob o comando do general Pazuello, caiu de 76% para 45%.

Bolsonaro falou que Aras, responsável por investigá-lo, é cotado para vaga no Supremo.

Fonte: Prefeitura de Bertioga

Comentários
Carregando...