Portal de Notícias e entretenimentos do Litoral de São Paulo

BaianaSystem faz ‘Recital instrumental’ com a voz lírica de Lyz Reis

0

Cantora de ópera é a convidada do EP em que a banda dá sequência à viagem iniciada no disco ‘Navio pirata’.

1 de 2 BaianaSystem faz ‘Recital instrumental’ com a voz lírica de Lyz Reis Cartaxo / Divulgação

♪ Segundo dos três atos do quarto álbum da BaianaSystem, OxeAxeExu, o EP Recital instrumental aporta nos players digitais nesta sexta-feira, 5 de março, com título que dá pista falsa sobre o repertório do EP.

Das cinco composições do disco, somente duas – Barbatana (Junix 11) e Rádio África (Roberto Barreto e Cássio Calazans) – são temas realmente instrumentais, sem letras, que enfatizam a pegada da banda soteropolitana na sequência da viagem marítima iniciada no primeiro ato, Navio pirata, ancorado nas plataformas desde 12 de fevereiro.

Contudo, mesmo nas faixas com letras, o Recital instrumental da BaianaSystem põe as vozes a serviço do potente arsenal sonoro construído com mix de cordas, metais, madeiras, percussão, synths e beats.

Mas cabe ressaltar que a faixa que abre o EP, Guerra batalha, foi aditivada com a luminosa voz de mezzo soprano de Liz Reis, intérprete convidada que divide com Russo Passapusso o canto do tema. Integrante da Orquestra Neojibá desde os 15 anos de idade, Liz é cantora lírica e faz parte do projeto Ópera estúdio da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Composição de autoria de Passapusso, Guerra batalha também foi gravada com sopros orquestrados pelo maestro Ubiratan Marques.

2 de 2 Capa do EP ‘Recital instrumental’, da BaianaSystem — Foto: Arte de Cartaxo

Capa do EP ‘Recital instrumental’, da BaianaSystem — Foto: Arte de Cartaxo

Tubarão (Russo Passapusso, SekoBass, Filipe Cartaxo e Ruben Blades) é faixa calcada na interação do groove de Seko Bass (baixo, programação de beat, synths e sampler), com o toque da guitarra de Junix 11, com os sopros da flauta e do sax alto de Joander Cruz – músico da Bahia que transita pelo universo do jazz e da música experimental – e com as percussões de Ícaro Silva e Japa System.

Introduzida em clima de câmara pelo toque do piano de Ubiratan Marques, em atmosfera criada por Daniel Ganjaman e incrementada com camadas de synths e efeitos, a música Criado mudou destaca a voz de Russo Passapusso, autor da composição.

A propósito, as faixas com letras do EP Recital instrumental foram formatadas pelo grupo com Daniel Ganjaman, produtor musical do álbum OxeAxeExu ao lado dos músicos da BaianaSystem. Barbatana tem produção creditada a Junix 11 enquanto Rádio África foi moldada no estúdio por Cássio Calazans, guitarrista e produtor musical baiano residente na cidade de São Paulo (SP).

Newsletter G1 Created with Sketch.

As notícias que você não pode perder diretamente no seu e-mail.

Para se inscrever, entre ou crie uma Conta Globo gratuita.

Deseja receber as notícias mais importantes em tempo real? Ative as notificações do G1!

Veja também


Fonte: Pop & Arte – G1

Comentários
Carregando...