Portal de Notícias e entretenimentos do Litoral de São Paulo

Coronavírus: Senai-SP conserta respiradores artificiais e ensina técnica a montadoras de veículos

0

Equipamentos danificados passam por processo que inclui triagem, desinfecção e quarenta (se necessário).

Respirador — Foto: Divulgação

O Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) de São Paulo, por meio de seu núcleo Odonto-Médico-Hospitalar, está consertando respiradores hospitalares artificiais. A técnica também está sendo ensinada a representantes das montadoras General Motors, Scania, Toyota e Honda, para que elas também estruturem projetos de reparação dos aparelhos.

“Nosso objetivo é fazer uma rede de recuperação de respiradores, que é um dos equipamentos essenciais no tratamento dos casos mais graves da Covid-19”, afirma Paulo Skaf, presidente da Fiesp e do Senai-SP.

Os equipamentos danificados passam por um processo que inclui uma triagem inicial, desinfecção e quarenta (se necessário) e depois são enviados para o núcleo Ondoto-Médico-Hospitalar, localizado na Vila Leopoldina, na Zona Oeste de São Paulo, onde são submetidos a uma nova triagem e consertados.

O Senai-SP também intensificou a fabricação de máscaras. De acordo com a instituição, em três meses a previsão é a de que sejam fabricadas 600 mil máscaras. Ainda, segundo o Senai, na última semana foram entregues 4 mil máscaras e outras 6.700 estão sendo finalizadas.

Uma Pesquisa da Associação Médica Brasileira (AMB) com 826 instituições públicas e particulares do estado de São Paulo mostra que faltam equipamentos de proteção, em 95% delas.

De acordo com o levantamento feito pela AMB, a falta de todos os equipamentos de proteção atinge os seguintes hospitais da rede pública na capital:

  • Hospital do Tatuapé
  • Hospital de Ermelino Matarazzo
  • Hospital Geral de Vila Nova Cachoeirinha
  • Hospital do Ipiranga
  • Hospital Tide Setúbal

Pelos dados a Associação, em outras unidades médicas da rede pública faltam quase todos os equipamentos:

  • Hospital de Guaianazes
  • Santa Casa de Misericórdia
  • Hospital Heliópolis

Casos de coronavírus em São Paulo

O estado de São Paulo já contabiliza nesta quarta-feira (1) 164 mortes e 2.981 casos de coronavírus, ) segundo a Secretaria estadual de Saúde. Com 28 mortes registradas entre terça (31) e quarta (1), o estado tem recorde de mortes desde o início da pandemia.

O novo número de casos representa um aumento de 27% em relação aos 2.339 casos anunciados na segunda (31). No caso das mortes, o crescimento foi de 21%.

Dicas de prevenção contra o coronavírus — Foto: Arte/G1

Newsletter G1 Created with Sketch.

As notícias que você não pode perder diretamente no seu e-mail.

Para se inscrever, entre ou crie uma Conta Globo gratuita.

Veja também


Fonte: Carros – G1

Comentários
Carregando...